Pedir algo, pedir que ou pedir para?

O verbo “pedir” é bitransitivo, isto é, exige dois complementos: um sem preposição, o objeto direto, às vezes oracional, marcado pela presença de “que”. 

Só se usa “para” junto ao verbo “pedir” quando estiverem implícitas, antes de “para”, as palavras “autorização”, “licença” ou “permissão”: Pediu para ir ao banheiro. Pediu para ir embora. Pedi para entrar.

Se não houver o subentendimento de tais palavras: Ele pediu que lhe comprassem um sanduíche.  (Não “para que…”). Pedi que Lenise me açoitasse. (Não “para que…”). Lenise pede a Ina que seja feliz. (Não “para que…”). Pediu-lhe que deixasse de mentir à CPI. (Não “para que…”).

2 thoughts on “Pedir algo, pedir que ou pedir para?

  1. João Rodrigues disse:

    Professor, muito obrigado pela dica. Estou sempre na internet tirando dúvidas, portanto sempre passarei por aqui.

    João

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de "Dicas de Gramática"
Saiba quando deve empregar alguns verbos no infinitivo ou quando deve flexioná-los.
Você tem dúvida quanto ao emprego dos porquês? Veja estas dicas rápidas.
Abrogildo pediu ao professor que ou para que falasse mais devagar?
90% da população quer ou querem melhores condições de vida?
Veja alguns exemplos e esclareça suas dúvidas.
Atente para alguns casos comuns do emprego ou não do acento grave.
Garanta sua vaga!

Insira abaixo suas informaçães para efetuar o pré-cadastro neste curso.

 
Desafio Linguístico
Newsletter
Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail.
82 8816.3133 | 82 9912.0630
made in zeropixel