Emanuelle Magda de Melo

Tema: Em uma sociedade em que a vida alheia é mais importante que as grandes urgências da população, o que está errado?

Personalidade e intimidades expostas em rede nacional. Esse é o cenário que, desde a década passada, é explorado por reality shows. Acompanhado de perto por considerável parcela da população, penetra na vida diária, tornando-se o foco de conversas e debates, enquanto as grandes urgências são colocadas em segundo plano ou parecem não existir.

Não seria difícil relacionar, ainda que sutilmente, a expansão e consolidação de tais programas, principalmente no Brasil, com a política do pão e circo da antiga Roma. Saúde e educação entregues à própria sorte, elevados índices de criminalidade e lento crescimento econômico são questões de grande importância para todos, mas o que se vê é um povo “anestesiado”, alienado diante de tantas mazelas. Percebe-se, na verdade, uma corrida para descobrir o que ocorre na vida de uma celebridade ou de um vizinho, por exemplo.

Preocupar-se com o que é alheio não parece um pecado ou erro para muitos. De certa forma, até alivia a dura realidade vivida por alguns. Não que o interesse pela vida dos outros seja totalmente condenável. O problema, na realidade, aparece quando esses anseios criam raízes, tornam-se a pauta do dia. As pessoas acabam projetando em si atitudes e opiniões que não são suas e, ainda pior, que não passaram pelo mínimo de um questionamento. Esse é o erro!

Para reverter essa situação, há um longo caminho. Não será da noite para o dia que a população deixará ou minimizará esse comportamento. Desde cedo, é importante criar nas crianças e nos jovens o interesse pela política, pela economia e pelos assuntos sociais. A criação de projetos, aulas interativas e debates em sala de aula é o primeiro passo. A sociedade deve reconhecer os limites da vida do próximo, policiar-se. Só assim as discussões de grande relevância poderão ser analisadas e resolvidas como realmente devem.

__________________________________________________________________

Emanuelle Magda de Melo Silva

Projeto Redação Nota Máxima (Arapiraca) – Turma 5/2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de "Textos de Alunos"
O valor da humildade
Os sistemas de espionagem e o princípio de soberania das nações: um conflito cibernético em pleno século XXI.
A vida alheia e as urgências sociais.
Lixo: questão de cidadania e responsabilidade social.
Causas e efeitos do trabalho informal (Tema TRT-SC - técnico judiciário)
Quem julga sem equilibrar lucidez e sensibilidade não alcança a justiça.
Garanta sua vaga!

Insira abaixo suas informaçães para efetuar o pré-cadastro neste curso.

 
Desafio Linguístico
Newsletter
Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail.
82 8816.3133 | 82 9912.0630
made in zeropixel