DL 122 – Interpretação textual

A palavra saudade foi, por muito tempo, considerada de existência única no português, em razão de seu significado, inexistindo uma palavra imediatamente equivalente nas línguas estrangeiras mais conhecidas. Essa ideia, contudo, parece não passar de um mito. Em polaco ou polonês, por exemplo, existe a palavra t“sknota, com a mesma definição da em português. Em catalão, a palavra enyorança é um substantivo abstrato com significado idêntico ao da palavra saudade. Em inglês, embora não haja um substantivo totalmente equivalente à saudade, emprega-se o verbo to miss, que, na frase I miss you, tem o sentido de “Sinto sua falta”, relacionando-se a sensação de falta à saudade. Também as expressões longing e homesick podem ser empregadas com esse sentido.

O termo saudade pode ser definido por meio da seguinte relação: quem sofre é quem fica esperando o retorno de quem partiu, e não o indivíduo que se foi, visto que esse nutre nostalgia. A gênese desse vocábulo está diretamente ligada à tradição marítima lusitana.

Fonte: www.portaleducacao.com.br> (com adaptações).

Depreende-se do texto acima que, em diversas línguas, as palavras

(A) formam-se a partir de prefixos e sufixos preexistentes na língua mãe.

(B) surgem vinculadas a uma necessidade ditada por um fato social.

(C) incorporam-se a uma língua a partir de empréstimos de outras línguas estrangeiras.

(D) surgem da adaptação e da transformação de palavras de um mesmo tronco.

(E) não se repetem naquilo que se refere ao campo dos sentidos.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Garanta sua vaga!

Insira abaixo suas informaçães para efetuar o pré-cadastro neste curso.

 
Desafio Linguístico
Newsletter
Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail.
82 8816.3133 | 82 9912.0630
made in zeropixel