Refiro-me a ou à músicas antigas?

Esta é uma dica rápida, quanto ao emprego do acento grave indicador de crase:

Nos exemplos:

I.   O discurso do presidente fez alusão a calúnias feitas contra o governo.

II.  Nós nos referíamos a fábulas contadas na escola.

III. Todos os funcionários da Embratel aspiravam a posições mais elevadas na empresa.

o a destacado em cada sentença deveria receber o acento grave indicador de crase?

De forma alguma.

Nunca empregue o acento grave quando o “a” estiver no singular antes de um nome no plural. Embora existam situações que poderiam gerar crase, nas orações dadas, as palavras que sucedem as preposições são sempre genéricas, ou seja, não estão determinadas: calúnias, fábulas, posições. Se as mesmas palavras fossem determinadas, aí sim haveria o acento diacrítico. Observe:

I.   O discurso do presidente fez alusão às calúnias feitas contra o governo do PT.

II.  Nós nos referíamos à fábula da chapeuzinho vermelho.

III. Todos os funcionários da Embratel aspiravam às posições anunciadas pela presidência.

Assim, só para responder à pergunta inicial deste post: Refiro-me a músicas antigas.

 

6 thoughts on “Refiro-me a ou à músicas antigas?

  1. FABRICIO UCHOA PEREIRA disse:

    Professor tenho uma dúvida na seguinte frase:
    Refiro-me a de vermelho. Sei que o verbo referir pede preposição a e que o a
    pode ser um pronome demonstrativo aquela, mas a palavra vermelho está no masculino isso impede o uso da crase ou não?
    Obrigado pela atenção.
    Ass: Fabricio.

  2. Diego César disse:

    Me ajudou muito, não sabia dessa.

    Valeu Professor!!!

  3. Elizabete Tavares disse:

    já sábia que ñ se usa crase.

    antes de palavra masculina,
    antes de artigo indefinido,
    antes de verbo,
    antes de expressão de tratamento,
    antes de pronomes pessoais, indefinidos e demonstrativos,
    quando, antes do “a”, existir preposição.

    aprendi agora
    quando o “a” está no singular, e a palavra seguinte está no plural

  4. karla disse:

    Prof. antes da palavra Dona também não se usa crase?

    • edusampaio disse:

      Exatamente, Karla. Dona é um pronome de tratamento, por isso não se deve empregar, antes dele, o acento grave. Há ocasiões em que algo antecede esse pronome, por exemplo: A carta foi enviada à simpática dona Juju. Aí, sim, poderíamos ter o acento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de "Dicas de Gramática"
Saiba quando deve empregar alguns verbos no infinitivo ou quando deve flexioná-los.
Você tem dúvida quanto ao emprego dos porquês? Veja estas dicas rápidas.
Abrogildo pediu ao professor que ou para que falasse mais devagar?
90% da população quer ou querem melhores condições de vida?
Veja alguns exemplos e esclareça suas dúvidas.
Atente para alguns casos comuns do emprego ou não do acento grave.
Garanta sua vaga!

Insira abaixo suas informaçães para efetuar o pré-cadastro neste curso.

 
Desafio Linguístico
Newsletter
Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail.
82 8816.3133 | 82 9912.0630
made in zeropixel