DL 017 – Redação Oficial

Ao ler o ofício enviado esta semana pelo deputado João Henrique Caldas ao Presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Fernando Toledo (divulgado na internet), denunciando possíveis (bem possíveis, por sinal) irregularidades na ALE, percebi alguns “descuidos” gramaticais. Sem querer entrar na polêmica política, apenas na linguística, leia os trechos selecionados a seguir e assinale o que NÃO apresentar algum tipo de desvio à norma culta da língua, que orienta a redação de documentos oficiais:

 (A)   “Servimo-nos do presente expediente, e com estio no Art. 37, cabeça, da Constituição Federal de 1988 e Art. 42 da Constituição Estado, abordar questões pontuais que concernem à administração desta casa;”

(B)    “Atualmente, tem-se robustecido discussões acerca de procedimentos adotados pela Mesa Diretora por V. Exa. presidida, mormente quando vislumbrado as recentes manifestações de descontentamento pelos Servidores desta Casa;”

(C)   “Pois bem, neste norte se impõe erguer considerações acerca de Leis que versam sobre a estrutura administrativa-financeira da Assembleia alagoana;”

(D)   “Reportamo-nos, inicialmente, sobre a Lei 6.975/08, que criou a Gratificação por Dedicação Excepcional – GDE.”

(E)   “Por discordar da forma de concessão da multicitada gratificação, determinamos que tais valores não fossem movimentados, o que culminou, inclusive, com a disponibilização dessa monta ao Estado de Alagoas (…)”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Garanta sua vaga!

Insira abaixo suas informaçães para efetuar o pré-cadastro neste curso.

 
Desafio Linguístico
Newsletter
Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail.
82 8816.3133 | 82 9912.0630
made in zeropixel