DL 006 – Conotação e Denotação

Leia atentamente o texto a seguir e assinale a alternativa correta:

 

                       ORGULHO

Se alguém bater um dia à tua porta,

dizendo que é um emissário meu,

não acredites, nem que seja eu,

que o meu vaidoso orgulho não comporta

bater sequer à porta irreal do céu.
Mas, se, naturalmente, e sem ouvir

alguém bater, fores à porta

e encontrares alguém como que à espera

de ousar bater, medita um pouco…

Esse era

meu emissário e eu e o que comporta

o meu orgulho do que se desespera.

Abre a quem não bater à tua porta!

– Fernando Pessoa –

 

(A)    Nos três primeiros versos, há uma clara intenção do autor em se construir o texto, sob uma visão completamente conotativa.

(B)    O poema de Pessoa pode ser caracterizado como um exemplo de linguagem narrativa, já que narra fatos, com o intuito de levar o leitor a um amplo entendimento da situação apresentada.

(C)    Em “Que o meu vaidoso orgulho não comporta bater sequer à porta irreal do céu”, o termo sublinhado é empregado em sentido denotativo.

(D)    É possível afirmar que todas as primeiras pessoas empregadas no poema (versos 2, 3, 4, 11 e 12) referem-se, invariavelmente, ao eu-lírico.

(E)    Levando-se em consideração o sentido denotativo, pode-se afirmar que as expressões “Meu emissário” e “eu” (verso 11) têm o mesmo referente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Garanta sua vaga!

Insira abaixo suas informaçães para efetuar o pré-cadastro neste curso.

 
Desafio Linguístico
Newsletter
Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail.
82 8816.3133 | 82 9912.0630
made in zeropixel