O pronome relativo ONDE

As mais diversas instituições elaboradoras de provas de concursos atribuem ao termo onde, empregado com valor de pronome relativo, um lugar de destaque. Como perceber se essa palavra está bem empregada nas frases?

Primeiro, é preciso entender que, em termos de linguagem formal, “onde” não pode ser utilizado na indicação de tempo. Depois, vale lembrar que esse pronome indica uma locação concreta, ou seja, mesmo que o nome ao qual o “onde” se refere indique circunstância locativa abstrata ou virtual, não é interessante retomá-lo pelo “onde”. Veja:

* Os jovens eram felizes no tempo em que (não onde) a juventude cultivava os valores morais.

* No pensamento de Freud, em que ou no qual (não onde) se encontram as raízes para o estudo da psicanálise, pode-se perceber um mergulho no inconsciente humano.

Perceba que, mesmo indicando uma circunstância de lugar, a expressão “No pensamento de Freud” não indica uma locação concreta, como casa, praça, rua ou mar.

Veja exemplos em que o “onde” é empregado sem problemas:

* O palácio onde vive a rainha tem mais de 700 anos.

* Ninguém sabia qual era o quarto onde o casal dormia.

* A Fundação Carlos Chagas realizou concurso público em uma cidade onde havia mais de 500 mil candidatos inscritos para 230 vagas.

Portanto, antes de empregar a palavra “onde” como elemento referenciador, isto é, referindo-se a algo anterior a ele, analise se esse elemento anterior indica ou não uma circunstância locativa concreta (lugar concreto). Caso indique, não há problema no emprego do “onde“.

Quanto à diferença entre “onde” e “aonde“, veja esta dica rápida:

:)

2 thoughts on “O pronome relativo ONDE

  1. Elizabete Tavares disse:

    Por falar em onde, é verdade que o uso do aonde é possível, quando podermos substituir por “para onde”?

    • edusampaio disse:

      É, sim, Elizabete, embora o emprego de “para onde” indique algo mais permanente e o de “aonde”, algo mais transitório. O lugar para onde irei indica um local no qual tendo a permanecer por um período de tempo maior. Já o lugar aonde irei pode implicar uma permanência bem menos duradoura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais de "Dicas de Gramática"
Saiba quando deve empregar alguns verbos no infinitivo ou quando deve flexioná-los.
Você tem dúvida quanto ao emprego dos porquês? Veja estas dicas rápidas.
Abrogildo pediu ao professor que ou para que falasse mais devagar?
90% da população quer ou querem melhores condições de vida?
Veja alguns exemplos e esclareça suas dúvidas.
Atente para alguns casos comuns do emprego ou não do acento grave.
Garanta sua vaga!

Insira abaixo suas informaçães para efetuar o pré-cadastro neste curso.

 
Desafio Linguístico
Newsletter
Cadastre-se e receba novidades em seu e-mail.
82 8816.3133 | 82 9912.0630
made in zeropixel